Escola de Música – Sarau Musical anima EDMMM

Jorge Palma

Vocacionada para a música, a Escola Dramática e Musical de Milheirós organizou, durante o último fim-de-semana, um Sarau Musical. O espectáculo que contou com a presença de Jorge Palma teve ainda a actuação do grupo coral e de alguns músicos da agremiação que demonstraram os seus dotes musicais. Composto por cerca de cinquenta crianças, o grupo coral encantou o público que se deslocou a agremiação maiata.

A oportunidade de receber Jorge Palma na escola de Milheirós surgiu, como explica Manuel Luís Carvalho, presidente da comissão administrativa, “quando Lino Salgado, uma das pessoas que está ligada à secção cultural, conheceu casualmente o cantor. Falou-lhe do nosso trabalho no âmbito da música e propôs-lhe que um dia viesse conhecer a escola. Foi o que aconteceu, Jorge Palma graciosamente acedeu ao convite e veio para ouvir alguns dos nossos alunos e para desenvolver um pequeno concerto, muito ao seu estilo de improviso”. Este programa é mais uma das iniciativas levadas a cabo pela colectividade que se sentia: “orgulhosa de receber este grande artista, poeta e compositor. É de ressaltar que Jorge Palma se disponibilizou a vir cá a custo zero. Depois como se sabe, este cantor é um grande músico, no que toca ao piano. Aqui na nossa escola o piano é um dos instrumentos mais procurados, por isso este será um bom exemplo de fazer música”, acrescenta Manuel Luís Carvalho.

Recorde-se que a escola de música e o grupo coral já funcionam há cerca de quatro anos. “Todos os alunos que fazem parte da escola podem participar no coral, no entanto quem quiser integrar-se no grupo não necessita de fazer parte da escola”, revela ainda o presidente da comissão administrativa.

Mas a surpresa ainda estava para chegar é que depois de Jorge Palma «iluminar» a noite que já ia longa, com a sua voz, o músico foi convidado pela agremiação para ser o padrinho da secção musical da escola. O cantor que aceitou prontamente, sublinhou a importância deste convite: “Sinto-me lisonjeado. Gostei muito do espírito, do entusiasmo e da receptividade das pessoas. Considero muito importante existirem escolas de música com este tipo de actividades”.

Ainda antes de se despedir, a «estrela» deixou a promessa: “Sempre que vier ao Porto, vou passar nesta escola e dar uma palavra de encorajamento”.

* Texto original de Luísa Mateus